Diversos · Pessoal

Tratando acne com Roacutan (isotretinoína) – Parte I

Acne: o começo

Já faz um tempo que venho tratando acne. Durante aproximadamente sete anos usei contraceptivos com “efeito anti-androgênico” para ajudar a melhorar a pele. Em termos bem simples, eles ajudam a controlar o excesso de hormônios masculinos e, por consequência, a reduzir a oleosidade da pele relacionada ao hormônio testosterona.

Em 2013 eu decidi parar de usar anticoncepcionais e desde então a oleosidade voltou e, com ela, a acne e cravos, principalmente na região do queixo. Perto do período menstrual apareciam mais espinhas inflamadas. Sempre fui bem exigente em relação à minha pele e fui logo procurar ajuda de um médico.

Minha dermatologista da época me receitou vários cremes e ácidos durante aproximadamente um ano e meio (entre 2014 e 2015). Ajudava, mas não curava. Depois, em 2015, entre final de maio e final de setembro fiz uso de um antibiótico chamado Tetraciclina e fazia limpeza de pele quase todo mês. Ajudou bastante, a acne praticamente sumiu e os cravos também. Não fiquei com “pele de bebê” porque ainda tinha manchas e poros abertos, mas né, não dá pra ser perfeito.

Depois do tratamento com Tetraciclina a médica voltou a me receitar alguns ácidos e cheguei a fazer um peeling de ácido glicólico dia 18 de dezembro. Bom… minha pele ficou bem boa durante um mês, e já no final de janeiro de 2016 começou a piorar muito. Quero dizer, MUITO, MUITO MESMO.

Continuei com os ácidos e tentei mudar minha alimentação. Fui na nutricionista, cortei leite durante um mês, aumentei ingestão de verduras, legumes, frutas, tomei suplemento com vitaminas para ajudar na pele. E nada. Só piorava. E piorou a ponto de ficar dolorido encostar no travesseiro para dormir, a ponto de ter vergonha de cumprimentar as pessoas e de perder a vontade de me arrumar para ir em festas, enfim. Começou a afetar minha vida social. Aí já não dá né?

O tratamento com Roacutan (isotretinoína)

Pelo fato de eu não usar pílula e ser proibido engravidar durante o tratamento com o Roacutan (cujo princípio ativo é a isotretinoína) em razão dele causar malformação fetal, a médica com quem me tratei todo esse tempo não quis me receitá-lo. Simplesmente disse que ‘não tinha mais o que fazer’.

Embalagem do medicamento com o alerta enorme de “gravidez proibida”

Enquanto procurava outros médicos a pele continuou piorando, piorando. E deusa do céu, como é horrível. Sei que existem pessoas com problemas maiores e doenças mais graves, mas só quem tem problema com acne sabe o que eu to falando. Sua autoestima fica em nível ~negativo~ e tem dias que você sente nojo do seu rosto e pena de si mesmo.

Na época também me consultei com endocrinologista e ginecologista, fiz vários exames de sangue e de imagem para saber a origem desse ‘surto’ de acne. Eu temia ela estar associada à síndrome dos ovários policísticos (SOP) e, por este motivo, ser hormonal (aí a isotretinoína não cura, pode voltar tudo e seria necessário usar pílula).

Meus exames de sangue vieram ok e tinham alguns cistos nos ovários, mas as duas médicas me disseram que, no meu caso, eram cistos de ovulação e que não necessariamente quem tem cisto tem a síndrome (ela é percebida principalmente por excesso de pelos e alterações hormonais, por isso o exame de sangue é indispensável).

Bom, encontrei um médico que atende meu convênio e é perto de casa que topou me tratar com a isotretinoína. Gostei dele por ter sido bastante atencioso. Também encontrei uma médica muito boa, só que a consulta era particular ($$$) e era longe de casa. O primeiro médico também me sugeriu tratar a acne com laser (laser para acne ativa) e a segunda médica havia me receitado, para os primeiros meses, antibiótico e anti-inflamatórios.

No final acabei optando pelo primeiro médico porque não queria tomar mais antibióticos, mas tinha receio quanto ao tratamento com laser junto com a isotretinoína. Estava com medo de deixar a pele mais sensível e manchada. Meu tratamento será ao longo de seis meses, tomando 40 mg do medicamento.

A primeira sessão de laser foi na primeira semana de tratamento. A segunda foi um mês depois e a terceira e última foi ontem. Antes de cada sessão é feita uma limpeza de pele. Depois, aplica-se um gel para acalmar a pele, aí o laser (não dói, mas dá uma pinicada) e, ao final, um creme hidrante com protetor solar. Ontem, ao invés de passar os cremes, o médico fez peeling de ácido salicílico e glicólico, falou para lavar o rosto depois de duas horas e, nos dias seguintes, passar muuuuito hidrante e protetor solar porque a pele vai descamar.

Vejo muita gente falando que os dermatologistas não recomendam fazer limpeza ou peeling durante o tratamento com a isotretinoína porque ela deixa a pele bem sensível (o que é verdade), mas pelo visto meu médico está adotando uma abordagem diferente. Confesso que dá um pouco de medo, mas to confiando nele e #deusnocomando sempre né? Ontem a pele ardia bastante, hoje está super lisa e com casquinhas de cicatrização.

Depois de dois meses de tratamento

Estou na segunda semana do terceiro mês e a melhora já é notável. Ainda aparecem algumas espinhas, especialmente perto do período menstrual, mas não é como antes. Eu sinto que as limpezas e o laser ajudaram a controlar a “fase da piora” (nos primeiros meses é normal piorar) e deixaram a pele com uma textura mais lisinha.

No mais, a pele e a boca ficam bem ressecadas, mas nada que um bom hidratante não resolva.

Tem muita gente que tem receio de tomar o remédio porque na parte de ‘efeitos colaterais’ da bula aparece depressão, ansiedade, entre outras coisas piores. Bom, por enquanto não senti nenhuma alteração no humor que eu associasse ao medicamento, e quanto aos demais efeitos colaterais… é rezar para não acontecer comigo.

A gente pisa na rua e pode ser atropelado, assaltado. A gente come alguma coisa e pode desenvolver alergia. Às vezes nos achamos saudáveis e descobrimos doenças graves. Se viver é correr risco, ao menos para mim por enquanto vale a pena correr o risco de me tratar com esse medicamento.

É isso gente, obrigada a quem tuudo leu até aqui! Espero ter ajudado!
Qualquer dúvida ou curiosidade, pode deixar nos comentários 🙂

Ah, fiz um instragram-diário sobre o tratamento! Quem quiser acompanhar, segue @tratandocomroacutan 🙂